As mais variadas hospedagens francesas

Na França você não dorme na rua, pois existem lugares desde simples aos mais luxuosos. A hospedagem na França e principalmente em Paris tem para todos os gostos. Na verdade quando resolvemos fazer nossa primeira viagem internacional pensamos no custo benefício, pois não queríamos ficar em um local que fosse caro, mas também não queríamos que fosse desconfortável e longe dos cartões postais.

Escolhemos um hotel 3 estrelas que nos surpreendeu. Haviam 2 quartos, um sanitário e cozinha conjugada com a sala. Tudo bem arrumado e espaçoso. Os locais para guarda dos pertences eram bem organizados e divididos, e a porta de entrada possuía identificação biométrica. Para um hotel que estava na faixa de regular para bom, até que foi uma boa escolha.

O serviço de quarto também era bem eficiente. Toda vez que solicitávamos algum item era entregue em pouco tempo e ainda podíamos notar a presteza dos funcionários na hora da entrega dos itens solicitados. O café da manhã foi maravilhoso, sempre com muitas variedades de frutas, pães, guloseimas e opções de salgados e doces.

Em um dos dias que saímos para passear fomos observando todos os lugares onde era possível se hospedar e acabamos até entrando em alguns para pegar informações. Posso dizer que a recepção nos mais luxuosos é bem fechada principalmente quando eles percebem que você já está hospedado em algum lugar. Porém quando vai reduzindo as “estrelas” a simpatia vai melhorando e só a partir daí começamos a saber maiores detalhes sobre as hospedagens.

Confesso que ficamos tentados em mudar de local, pois alguns dos quais vimos tinham muito mais atrativos e vantagens por um preço menor do que estávamos pagando, mas como éramos marinheiros de primeira viagem decidimos continuar no mesmo lugar e deixar para uma próxima. Após um dia maravilhoso e cansativo, ficamos nos nossos aposentos a noite. Depois de um banho quente e do jantar, meu filho foi o primeiro a dormir. Eu e minha esposa então resolvemos aproveitar a noite para “namorar”.

Ao iniciarmos as preliminares algo bem estranho aconteceu. Quando estava naquele momento quente, simplesmente não consegui me segurar e acabei ejaculando sem nem ter penetrado em minha esposa. Fiquei constrangido com a situação até porque foi uma quebra de clima repentina. Mas como sou brasileiro e não desisto nunca, poucos minutos depois parti para a segunda tentativa, só que a falha novamente aconteceu. A partir daí já fiquei sem graça e sem chão com minha esposa mesmo vendo o total apoio que ela estava me prestando.

Aproveitamos a viagem até o fim e voltamos para o Brasil. A primeira coisa que fiz logo depois que nos acomodamos em casa foi ir ao computador e pesquisar o que tinha acontecido comigo. Pude notar através de inúmeros sites e blogs que a ejaculação precoce é um problema comum no mundo todo, mas que tem tratamento. Procurei por várias opções, mas o que estava sendo mais elogiado era um curso chamado ejaculando com controle do Davi Ribeiro.

Devorei todo o conteúdo do curso e rapidamente coloquei em prática os seus ensinamentos até porque não queria decepcionar mais a minha esposa. Em duas semanas já estava me sentido um novo homem, com mais confiança e mais saudável. Diante desta melhora, preparei uma noite especial com jantar e depois disso fomos para o motel. Iniciamos as preliminares e estava tranquilo. Passei quase 10 minutos bombando nas preliminares e deixando minha esposa louca de tesão. Quando parti para a penetração continuei uma máquina de sexo e acabei descobrindo uma coisa: como provocar orgasmos femininos. Minha esposa também ejaculou com muito prazer e me confessou que essa tinha sido a mais espetacular transa que ela já tinha feito comigo, apesar de nas outras não fui tão mal não é?!

Opa. Acho que fugi demais do assunto 🙂

Enfim, para não me alongar mais, só finalizo dizendo que a viagem foi realmente maravilhosa. Espero que continuem nos acompanhando para os próximos posts.

Fui!!!

 

A gastronomia mais requintada do mundo está em Paris!

Eu já comi de tudo que você imaginar: desde ovo frito com farinha de mandioca a caviar. Posso dizer que tenho um paladar de dá inveja a muitas pessoas já que não estranho nenhum tipo de comida e gosto de provar de tudo um pouco. As vezes acabo tendo problemas com esse meu hábito, pois alguns pratos chegam a me causar certos problemas intestinais dos quais vocês imaginam que seja.

Quando fiz a primeira viagem a França combinei com minha esposa e filho que só faríamos refeições com especiarias da cidade. E posso dizer que foi uma experiência sensacional. A gastronomia parisiense é sensacional, pois em seus pratos é possível encontrar talento, experiência e produtos franceses de alta qualidade. Existem algumas especialidades que provamos e achamos perfeitas como ensopado de vitela, galo cozido em vinho tinto e os mais variados queijos. Mas também não resistimos às iguarias mais exóticas e resolvemos saborear algumas tais como coxas de rã e escargots.

Ensopado de Vitela – Culinária francesa

Confesso que as coxinhas de rã são bem saborosas, mas inda prefiro uma de frango. Porém, o que mais me encantou na gastronomia francesa foram as sobremesas e os vinhos regionais. E por mais incrível que pareça, as sobremesas mais tradicionais e simples de fazer são as mais gostosas como o creme brûlée, crêpes, mousse de chocolate, pâtisserie e os mille-feuilles.

Provar de todas essas iguarias fez com que meu estômago “atacasse” e uma velha doença, da qual eu não possuía, mais voltou a se manifestar: a doença celíaca. No dia em que comecei a sentir os mesmos sintomas que tinha antigamente fiquei bem pra baixo, pois estava em uma viagem maravilhosa que havia programado durante vários meses, só que com dor.

Decidi que não poderia jogar fora todo o planejamento e resolvi voltar a fazer o que fiz anos atrás: voltar a minha velha alimentação. E para isso era necessário comer apenas receitas para celiacos. Não perdi muito tempo, pois já sabia o que podia comer nessas situações e como em Paris é possível encontrar de tudo, achei toda a alimentação e remédios que precisava. Em algumas horas já havia restabelecido a minha condição normal e continuei o meu passeio.

Graças a Deus conseguimos continuar com a nossa viagem tranquilamente e seguimos para conhecer os principais pontos turísticos. A cada novo local que eu chegava parecia que eu estava sonhando acordado e totalmente fora da realidade. Conhecemos a Torre Eiffel, Museu do Louvre, Champs-Élysées, além de outros lugares que não são tão conhecidos, mas que também possuem seu charme. Enfim, foi tudo perfeito.

Nos dias que se passaram, evitei a culinária mais “pesada” de Paris e ainda por cima recorri ao bom e velho material que me serviu durante as crises de intolerância ao glúten. E ele eu indico a todos que possuam a doença e tenha medo de comer em viagens. Esse livro é o 200 Receitas para Celiacos e vale muito a pena ler.

No mais, voltamos para o Brasil satisfeitos e felizes com esta primeira viagem e já pensando nas próximas. Ah, e isso já aconteceu. Então fique ligado aqui que em breve postarei mais coisas a respeito da maravilhosa e atraente Paris.

Je suis content que ça vous/te plaise

 

Viajar, bom para alma e para o coração!

Atire a primeira pedra aquele que diz que não sente vontade de viajar o ano inteiro? Difícil não é? Eu sei como é porque viajar é uma maravilha, nos traz felicidade, nos renova, transforma todo o nosso espírito e nos dá ânimo para fazer outras coisas gostosas. Na minha vida, as grandes conquistas que obtive foram após fazer uma simples viagem que na maioria das vezes nem foi para lugares extraordinários, mas foram essenciais para pensar e agir de forma correta na tomada de decisões.

O grande barato de viajar é o fato de saber que você irá sair da rotina estressante de trabalho, conhecerá novos lugares, novas culturas, novas hospedagens, novas pessoas e etc. Na verdade tudo é novo. Então todas as experiências serão vividas de forma intensa e prazerosa.

Minha ida a Paris

Sempre estou viajando com minha família em um feriado ou folga prolongada que venha a ter. Procuro sempre ir para locais que ainda não conheço, mas também retorno a alguns que me agradaram um pouco mais. Mas a viagem que planejei por um longo tempo e consegui realizar foi a Paris, a capital mais charmosa do mundo. Posso dizer que foi um grande processo para mim e minha família consegui economizar o suficiente para pagar todos os custos antecipadamente, mas no final o presente foi sensacional.

Sabe aquela viajem que você não consegue esquecer? Pois essa foi a minha. Primeiro por ser a primeira para fora do país e segundo por para um lugar onde todos nós queríamos ir (eu, minha esposa e meu filho). Lembro que quando chegamos à França nos olhávamos e falávamos assim: “Isso só pode ser um sonho. Estamos mesmo na França?”. Mas foi assim mesmo. Da cidade só tenho uma coisa a falar, é perfeita! As pessoas, o ambiente, o clima, o romantismo. E foi depois dessa maravilhosa viagem que decidi explorar um pouco mais essa bela capital chamada Paris.

Nesse blog estarei escrevendo inúmeras postagens sobre Paris. Falarei sobre turismo, gastronomia, música, entretenimento e tudo de mais interessante que eu encontrar para vocês. Postarei fotos, vídeos e muitas outras coisas para que possam conhecer esta linda e maravilhosa cidade da qual me encantei desde a primeira vez que conheci. Mas não pense que focarei somente nela. Com o decorrer do tempo e a medida que for conhecendo outros lugares deixarei  resenhas aqui para que também se encantem e vivam a magia dessas belas cidades ao redor desse imenso mundo.

Não deixe de me acompanhar. Um forte abraço e até o próximo post!